O que nos move?

O que nos move é a vontade de fazer o Brasil crescer. A determinação quase utópica de realmente fazer a diferença na vida das pessoas, ao contrário do que todos possam dizer.

O que nos move é a capacidade nata de ajudar o próximo, de olhar para o coletivo e entender que a soma das partes pode formar algo ainda maior que o todo.

O que nos move é a certeza de que, se formos capazes de melhorar um pouco o resultado dos micro e pequenos empreendedores em todo o país, teremos atingido o nosso objetivo de melhorar o resultado de toda a nação.

O que nos move é saber que somos capazes de fazer isso sem politicagem, sem discussões infindáveis de lado A ou B, sem falar de sexo, raça, cor, classe social… apenas gestão.

Por que Gestão de Bolso?

Porque os conceitos de gestão empresarial são complicados e não estão ao alcance de todos. É um aprendizado sabidamente lento e muito abstrato.

Por isso o Gestão de Bolso foi criado. Para simplificar conceitos e técnicas de gestão desenvolvidos, testados e implementados com sucesso em grandes corporações, mas que não se ajustam às micro e pequenas empresas… até agora.

A ideia não é tratar a fundo cada um dos conceitos e provar conhecimento de toda a bibliografia disponível. É justamente o oposto: usar o nosso conhecimento de anos de prestação de serviços de consultoria em diversos segmentos da economia para extrair de cada uma dessas técnicas apenas o que realmente pode ser útil para o empreendedor.

Ou seja, foco no que funciona!

E por que a gestão é tão importante?

Um estudo realizado pelo SEBRAE, chamado de Causa Mortis (link para download), estudou os motivos de sucesso e fracasso das empresas após 5 anos da sua abertura.

BOA GESTÃO manteve mais empresas abertas do que bom planejamento ao final de 5 anos

O “achado” desse estudo foi muito interessante. Já era um senso comum o fato de que o planejamento é fundamental para o sucesso de uma empresa. Importante dizer que o estudo não nega essa afirmação, mas traz uma surpresa: a maior parte dos que acreditaram que a gestão após a abertura era mais importante do que o planejamento prévio se mantiveram vivos no quinto ano.


Caminho natural de um profissional que resolve empreender

Mas não se pode culpar empreendedores por não saberem disso.

A maioria dos empreendedores foram profissionais, provavelmente, com bom desempenho antes de partirem para o voo solo. É esperado deles que saibam muito a respeito do serviço que vão prestar ou produto que vão fabricar/vender. Mas ser um técnico excepcional não o torna, nem de longe, em um bom gestor.

E dá realmente para fazer a diferença?

Fonte: SEBRAE, PNAD Contínua

Sem dúvida! Perceba que mais de 99% das empresas do Brasil são micro e pequenas. Sim, quase todas as empresas brasileiras são formadas por brava gente que resolveu dar a cara à tapa e empreender.

E o resultado disso é formidável para a sociedade. Do ponto de vista da geração de empregos, podemos ver que as MPEs têm um enorme participação no número total de empregos formais, chegando a 70% de todos os postos de trabalho com carteira assinada na indústria.

Isso porque os estudos não consideram os empregos informais.


Fonte: SEBRAE, PNAD ContínuA

Agora, imagine se formos capazes (e somos!) de promover melhorias nessas empresas, nas vidas dos empreendedores, por meio de uma melhora na gestão?

Acho que pegou o ponto. Muito prazer, somos a Gestão de Bolso.